Home  |  ARCA Brasil  |  Imprensa  |  Mapa do site  |  Contato

Fique por Dentro


Criação animal e mudanças climáticas

A pecuária responde hoje por 18% das emissões de gases causadores do efeito estufa, incluindo o dióxido de carbono, o metano e o óxido nitroso. Nos Estados Unidos, estima-se que os animais confinados geram três vezes mais resíduos brutos do que os gerados por toda a população humana do país.

A produção de ração animal também tem grande papel nessa emissão, uma vez que mais da metade da produção mundial de milho do mundo - maior utilizadora de fertilizantes nitrogenados - é dedicada a esse setor. As fazendas com confinamento intensivo estão entre os maiores emissores, em virtude dos seus equipamentos de iluminação, aquecimento, resfriamento, processamento de ração e suprimento de água e alimento.

O progressivo desmatamento da América do Sul, por sua vez, guarda relação direta com o aumento da pastagem para o gado e implica em diversos danos ambientais, especialmente o aumento dos gases do efeito estufa. Em vista de todos esses impactos ambientais, adotar hábitos de consumo menos dependentes de produtos animais mostra-se uma das mais significativas atitudes para combater as mudanças climáticas.

(Leia mais)