Home  |  ARCA Brasil  |  Imprensa  |  Mapa do site  |  Contato

Ações para o Confinamento de Animais: Cuide de sua Saúde


A cada ano mais pessoas ao redor do mundo sofrem de obesidade, doenças cardíacas, diabetes, derrames, e pressão alta. 1 2 Optar pelo vegetarianismo ao invés de consumir carnes, ovos e derivados do leite não só ajuda os animais e o meio ambiente – ajuda também a sua saúde.

Taxas crescentes de obesidade ocorrem até mesmo em nações em desenvolvimento, onde a subnutrição também é uma preocupação.3 Atualmente existem mais pessoas obesas do que mal nutridas no mundo.4


Cuidando da saúde através de alimentação saudável


Para combater esse problema crescente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as pessoas comam mais frutas, vegetais e grãos, assim como a substituição das gorduras animais saturadas pelas gorduras de óleo vegetal insaturadas. 5

A OMS não está sozinha. Autoridades líderes em nutrição e especialistas de diversos países ao redor do globo têm recomendações de dietas parecidas, inclusive a China,6  Índia,7 União Européia,8 Estados Unidos,9 Brasil,10 México,11 12 e Taiwan.13 14

Aprenda mais sobre a nutrição vegetariana básica:

Nutrição Vegetariana Básica: para manter as vitaminas e proteínas


Apesar de estudos mostrarem os muitos benefícios da dieta vegetariana, a simples abolição dos produtos animais de sua dieta não lhe assegura a boa saúde automaticamente. Assim como em qualquer plano de alimentação, algumas orientações nutricionais básicas são importantes.

Estar fisicamente ativo, evitar comidas ricas em gorduras saturadas e colesterol, comer muitas frutas frescas e vegetais é um bom conselho para qualquer pessoa. Felizmente, isso não é difícil pra maioria dos vegetarianos. Entretanto, devemos procurar consumir determinados nutrientes chave:

Ácido Graxo Essencial Omega-3

Eles são importantes por uma variedade de motivos - inclusive para a manutenção da boa saúde cardiovascular - além disso, é importante obtê-lo a partir de fontes confiáveis, como as nozes, sementes de linhaça e nos óleos, de linhaça, cânhamo, canola e suplementos.

 

Vitamina B12

Para obter uma fonte confiável de vitamina B12, os vegetarianos podem tomar um simples multivitamínico ou um suplemento de vitamina B12, cereais fortificados ou ainda leite de soja.

Vitamina D

Esta vitamina é importante para a boa saúde dos ossos. Nosso corpo produz vitamina D quando estamos expostos à luz solar. Passar algum tempo ao ar livre todos os dias, inclusive durante os meses de inverno, consumir alimentos enriquecidos com vitamina D ou ingerir um suplemento é uma boa idéia pra qualquer pessoa, vegetariana ou não.

Proteína
Um erro comum sobre as dietas vegetarianas é a crença de que elas não nos fornecem muita proteína. Inúmeros estudos mostraram que isso não é verdade. Ingerir um número adequado de calorias derivadas de qualquer variedade normal de comida proveniente da terra, normalmente nos fornece toda a proteína de que nosso corpo necessita.

Ferro

Nosso corpo precisa de ferro para manter o sangue circulando nas veias. Em casos extremos, uma deficiência de ferro pode causar fadiga e outras desordens. Felizmente, o ferro é abundante em fontes não-animais. (Para uma absorção de ferro ainda maior, opte por comidas ricas em vitamina C, como frutas cítricas e pimentões).

Cálcio

Todo mundo sabe que precisamos de cálcio para que nossos ossos sejam fortes, mas o que a maioria das pessoas desconhece é que o risco de desenvolver a osteoporose pode ser diminuído através da redução da ingestão de sódio, ingerir mais frutas e vegetais, praticar regularmente exercícios físicos, além da produção de vitamina D, tanto a partir da luz solar quanto de fontes de comida enriquecida.

Vegetarianos e ricos em proteína

Amêndoas, feijões-pretos, arroz marrom, caju, grão-de-bico, feijão-rim, lentilhas, feijão-de-lima, manteiga de amendoim, feijão rajado, quinoa, seitan ou glúten (um substituto de carne derivado da proteína do trigo), soja, leite de soja, sementes de girassol, proteína vegetal texturizada (PVT), tofu, cachorros-quentes e hambúrgueres vegetarianos.

Vegetarianos e ricos em ferro

Feijões, farelos e flocos, caju, grãos-de-bico, feijão-rim, lentilhas, feijão-branco, farelo de aveia, sementes de abóbora, uvas-passa, soja, leite de soja, espinafre, sementes de girassol, tofu, suco de tomate, pães integrais.

Vegetarianos e ricos em cálcio

Amêndoas, feijões-pretos, brócolis, suco de laranja enriquecido com cálcio, couve, feijão-branco, couve-de-folha, feijão-rim, folhas de mostarda, feijão-rajado, sementes de gergelim, soja, leite de soja, proteína vegetal texturizada (PVT), tofu.

 



Referências

1 World Health Organization. Obesity and Overweight. www.who.int/dietphysicalactivity/publications/facts/obesity/en. Accessed June 20, 2008.

2 Steinfeld H, Gerber P, Wassenaar T, Castel V, Rosales M, and De Haan C. 2006. Livestock’s long shadow: environmental issues and options (Rome: Food and Agriculture Organization of the United Nations, p.10). virtualcentre.org/en/library/key_pub/longshad/A0701E00.pdf. Accessed June 20, 2008.

3 World Health Organization. Obesity and Overweight. www.who.int/dietphysicalactivity/publications/facts/obesity/en. Accessed June 20, 2008.

4 Steinfeld H, Gerber P, Wassenaar T, Castel V, Rosales M, and De Haan C. 2006.  Livestock’s long shadow: environmental issues and options (Rome: Food and Agriculture Organization of the United Nations, p.10).  virtualcentre.org/en/library/key_pub/longshad/A0701E00.pdf. Accessed June 20, 2008.

5 World Health Organization. Obesity and Overweight. www.who.int/dietphysicalactivity/publications/facts/obesity/en. Accessed June 20, 2008.

6 Nantong Health Bureau. 2006. Five Elements of Keeping Healthy. www.ntws.gov.cn/New_shownews.asp?id=314. Accessed June 30, 2008.

7 Sinha R, Anderson DE, McDonald SS, and Greenwald P. 2003. Cancer Risk and Diet in India.
www.jpgmonline.com/article.asp?issn=0022-3859;year=2003;volume=49;issue=3;spage=222;epage=228;aulast=Sinha. Accessed June 26, 2008.

8 Eurodiet Project. 2001. Core Report, Nutrition & Diet for Healthy Lifestyles in Europe, /p. 4-5. ec.europa.eu/health/ph_determinants/life_style/nutrition/report01_en.pdf. Accessed June 26, 2008.

9 Journal of the American Dietetic Association. June 2003. 103(6):748–65.

10 MINISTÉRIO DA SAÚDE. 2005. A Iniciativa de Incentivo ao consumo de Frutas, Verduras e Legumes (f,l&v) : uma estratégia para abordagem intersetorial no contexto da Segurança, Alimentar e Nutricional (CONSEA – Brasil).

11 Rivera J and Amor JS. 2003. Salud Pública de México. 45(4): 565-575. bvs.insp.mx/rsp/articulos/articulo.php?id=000466. Accessed July 7, 2008.

12 Todo en Sobrepeso y Obesidad. “¡Ciertos Alimentos Contribuyen a Bajar de Peso!” www.todoensobrepesoyobesidad.org/obesi2/servlet/CtrlVerArt.  Accessed July 7, 2008.

13 Hou SM. 2008. Health Tips from Minister Hou. health99.doh.gov.tw/DOC/%E8%A1%9B%E6%95%99%E9%80%B1%E5%A0%B1%E7%AC%AC123%E6%9C%9F.pdf. Accessed June 30, 2008.

14 Li DF, Zheng CD, and Ding YA. 2004. Guidelines for Treating High Blood pressure.
www.nhinb.gov.tw/upfiles/adupload/fls1190812720.doc. Accessed June 30, 2008.